sábado, novembro 05, 2005

Violências

Tudo terá começado há pouco mais de uma semana com a morte de dois jovens num transformador eléctrico onde se teriam refugiado, alegadamente fugindo da polícia.
Mas isto foi apenas o fósforo que fez deflagrar a violência que tem semeado o pânico e a destruição na periferia de Paris e que ameaça agora alastrar a outras cidades francesas.

Na realidade, os tumultos causados por jovens, na sua maioria descendentes de imigrantes africanos e muçulmanos, devem-se, isso sim, ao desemprego, à pobreza, à falta de acesso à educação e aos problemas habitacionais, em suma, à exclusão social de que são vítimas, a qual constitui o verdadeiro caldo de cultura que acaba por conduzir à revolta. Irracional, cega, mas justa.

E tudo isto porque os políticos e os “responsáveis”, em vez de prevenir, preferem remediar. Com as trágicas consequências que estão à vista!

Bem vistas as coisas, é caso para perguntar quem é mais violento — se os jovens, se a sociedade que os exclui!…

2 comentários: