quinta-feira, novembro 17, 2005

Quem quer saúde pague-a!

Há dias, o ministro da Saúde anunciou pomposamente a redução em seis por cento do preço de todos os fármacos , mas, ao mesmo tempo acabava com a comparticipação de dez por cento no preço dos genéricos. Contas bem feitas, os utentes passaram a deixar mais dinheiro na farmácia com esta “brilhante” medida.

Agora, Correia de Campos, empenhadíssimo como anda em acabar com o que resta do Serviço Nacional de Saúde e uma vez que o Natal se aproxima, decidiu dar mais uma prenda aos portugueses aumentando as taxas moderadoras.

Razão têm Jerónimo de Sousa e Manuel Alegre quando se insurgem contra a injustiça e a inconstitucionalidade da medida.

1 comentário: