quinta-feira, novembro 10, 2005

O "orçamento do queijo açoriano"

Durante a governação com maioria relativa de António Guterres, ficaram famosos os “orçamentos do queijo limiano” aprovados à custa da abstenção do deputado do CDS/ PP e presidente da Câmara de Ponte de Lima, Daniel Campelo, a troco de contrapartidas para a sua região.
Agora, apesar de gozar do apoio de uma maioria absoluta, segundo o Diário Económico, José Sócrates terá prometido ao Presidente do Governo da Região Autónoma dos Açores, Carlos César, o pagamento de dívidas da República aquela região, como forma de garantir os votos dos deputados do PS/Açores. E embora o primeiro-ministro tenha afirmado na Assembleia da República que "não houve nenhuma reunião nem nenhuma negociação" com Carlos César, a verdade é que já depois disso, o vice-presidente do Governo dos Açores, Sérgio Ávila, salientou que o chefe do executivo regional "não tem o hábito nem a necessidade de faltar à verdade aos açorianos".
Enfim, tudo leva a crer que desta vez iremos ter um “orçamento do queijo açoriano”!…

4 comentários:

  1. A história não é bem assim. A questão prende-se com o facto do presidente do Governo Regional, Carlos César, não concordar com o valor orçamentado pela Lei das Finanças Locais e Financiamento Regional (igual ao do ano passado), e por esse facto não poder dar apoio na votação do orçamento. Resta saber se o governo cede ou não a esta pressão, aumentando o valor inicialmente orçamentado.

    ResponderEliminar
  2. "A história não é bem assim"?… Pois a mim, parece-me que é mesmo assim; pelo menos segundo a "minha" fonte — Diário Económico.
    Se achas que não é assim, em que fonte te baseaste? Terá sido no ministro-adjunto do primeiro ministro? ;-))

    ResponderEliminar
  3. Anónimo3/3/07 08:49

    Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. » »

    ResponderEliminar
  4. Excellent, love it! » »

    ResponderEliminar