terça-feira, novembro 08, 2005

Socialismo Oblíquo



Sacrifícios para a plebe, "tachos" para os amigos!

4 comentários:

  1. Não digas nada mas o meu amigo Sócrates vai nomear-me " ad etternum " para comentador dos dislates deste(s)(des)governo(s).
    E a massa são: 3.254 € mais...

    ResponderEliminar
  2. Os dislates são tantos e tão escandalosos que, bem vistas as coisas, 3.254 € até nem seria assim tanto dinheiro para o trabalho que ias ter… ;-))

    ResponderEliminar
  3. Nem quero imaginar as "vergonhas" destas que andam escondidas. Ainda por cima "renovável tácita e automáticamente" o que torna o tacho ainda mais aliciante.
    Mas será que no ITIJ não existia ninguém com estas competências, ou que mostrasse vontade de as adquirir? Claro que sim (quero acreditar)
    Um dos grandes problema do nosso monstro (estado) é a completa desarticulação que existe entre as várias entidades estatais. Um exemplo claro disso passa pela gestão das tecnologias de informação do estado. Cada ministério tem o seu instituto de informática que pura e simplesmente não comunicam entre si. A solução passa pela reorganização destes institutos num só com uma visão estratégica e global de um verdadeiro estado electrónico. Só assim podemos estar bem servidos. Eu como cidadão do sec. XXI quero que o estado me disponibilize toda a informação a que tenho direito de forma fácil e cruzada. Quero ter acesso aos meus descontos (e os das empresas onde trabalhei) para a Seg. Social na página deste ministério e poder daqui saltar para o meu perfil contributivo para averiguar alguns dados, e já agora perceber que gastos é que o Ministério da Saúde teve comigo nos últimos anos. Articulação seria a minha palavra chave se fosse candidato à PR. ;)

    ResponderEliminar