sexta-feira, março 16, 2007

A Cimeira da Guerra

A Cimeira das Lajes foi há quatro anos.
Ficaria infelizmente conhecida por Cimeira da Guerra, por ter sido aí que George W. Bush, com a cumplicidade de Tony Blair e José Maria Aznar, e o apoio expresso do mordomo Durão Barroso, decidiu invadir um país soberano, a pretexto de mentiras forjadas e em flagrante violação do Direito Internacional.
Reunião de malfeitores directa ou indirectamente responsáveis por um crime de guerra hediondo que arrasou um país e causou o genocídio de centenas de milhares dos seus habitantes.
Como diz José Saramago, "É um aniversário para não esquecer, que além de trágico é absolutamente grotesco." Conservê-mo-lo, pois, na nossa memória. Para que, de futuro, não mais se realizem cimeiras da guerra na nossa terra!

Sem comentários:

Publicar um comentário