quarta-feira, outubro 14, 2009

Portugal: o país do sol

Um estudo comparativo da qualidade de vida em dez países europeus, tendo por base a análise de um conjunto diversificado de indicadores, entre os quais, o rendimento familiar, o número de horas de trabalho, o número de dias de férias, o preço dos combustíveis e dos alimentos, os gastos do governo com a educação e a saúde, a idade de aposentação e ainda o número de horas de sol por ano (!), deu lugar à seguinte classificação:
1. França
2. Espanha
3. Dinamarca
4. Holanda
5. Alemanha
6. Polónia
7. Itália
8. Suécia
9. Irlanda
10. Reino Unido
Se compararmos esta classificação com a do IDH (Índice de desenvolvimento Humano) de 2007/2008, elaborada pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e reconhecidamente a mais credível e a única que analisa 177 países de todo o mundo, facilmente se constata várias discrepâncias e algumas graves omissões.
São sobrevalorizadas as posições da Holanda (6.º), da França (8.º), da Espanha (15.º), da Dinamarca (16.º), da Itália (18.º), do Reino Unido (21.º), da Alemanha (22.º) e, de forma verdadeiramente inexplicável, a Polónia (41.º), cujos lugares na classificação do IDH, nalguns casos, são bem mais modestos.
A Irlanda (5.º) e a Suécia (7.º), pelo contrário, registam uma classificação ligeiramente melhor no IDH.
Quanto a omissões, relativas apenas a países europeus, regista-se a falta da Noruega (1.º), da Islândia (3.º) e da Suíça (9.º), na classificação do IDH.
E deixámos Portugal para o fim porque, lamentavelmente, é lá para trás, num triste 34.º lugar, que eternamente nos arrastamos, com vários "países em vias de desenvolvimento" a passarem-nos à frente.

Os nossos governantes deviam ter um pouco mais de escrúpulos, de decência e de honestidade quando enchem a boca a repetir que a economia está a crescer e o país a desenvolver-se. Eles sabem bem que isso não é verdade. O IDH é como o algodão, não engana. Portugal está cada vez mais pobre e é cada vez mais um país do 3.º Mundo. Por muitas horas de sol que tenhamos por ano!

Sem comentários:

Publicar um comentário