segunda-feira, outubro 05, 2009

Dia do Professor: que esperança?

Hoje é Dia do Professor. Pela primeira vez, em quatro anos, os professores portugueses celebram-no com esperança e sem manifestações de rua.
É verdade que eles foram certamente decisivos para que Sócrates perdesse a maioria absoluta e a executora da política de destruição do Ensino e da Escola Pública fosse definitivamente chumbada e atirada para o caixote do lixo da História.



Porém, num momento em que o futuro governo ainda não está constituído e, menos ainda, sabemos qual vai ser a sua orientação política, talvez fosse mais prudente manterem a expectativa, sem descartarem a hipótese de ser necessário voltarem à luta. Ao fim e ao cabo, nada de substantivo ainda mudou: a pseudo-avaliação do desempenho, a divisão arbitrária da carreira em categorias e o Estatuto da Carrreira Docente (sem falarmos na liquidação da gestão democrática das escolas).

Sem comentários:

Publicar um comentário