terça-feira, outubro 13, 2009

Equívoco no voto?

As pessoas que foram escrever sobre arrogâncias, extremismos e responsabilidades, nos comentários a esta nota de Francisco Louçã, muito sinceramente, parece-me que se enganaram na porta. Provavelmente ter-se-ão até enganado no voto. Acontece.
Todos sabemos as razões pelas quais o BE não fez coligação eleitoral com o PS. Só para recordar algumas: as loucuras do TGV e da OTA, os escândalos financeiros da Banca, o 'novo' Código Laboral, as malfeitorias à Escola Pública (Magalhães, pseudo-avaliação e divisão dos professores, estatuto dos alunos), SNS cada vez mais caro e inacessível, censura da comunicação social, etc. E tudo isto, aqui sim, levado a cabo por um governo arrogante, extremista e irresponsável!



Querer agora que o BE faça um acordo governamental com o PS, passando uma esponja por cima de todas estas questões — que, de resto, também são criticadas por destacados membros do PS — é o mesmo que pedir-lhe que faça um favor a José Sócrates e, sobretudo, cometa uma traição inqualificável ao seu eleitorado e preste um péssimo serviço ao país.
Percebo, portanto, a declaração de Francisco Louçã de que "o Bloco não fará coligação com o PS, e proporá e só aprovará medidas concretas que ajudem a responder à crise e a trazer soluções para as pessoas" e renovo-lhe, por isso, o meu total apoio.

Sem comentários:

Publicar um comentário