segunda-feira, janeiro 23, 2006

A Esquerda não fez nada de que se deva envergonhar!…

Estamos tristes com a derrota da Esquerda. Ainda pra mais, "por uma unha negra"!
Mas não podemos deixar-nos invadir pelo derrotismo. Temos é de estar solidários, alegres e "unidos como as uvas estão no cacho"! A Esquerda não fez nada de que se deva envergonhar!…

Manuel Alegre não passou à segunda volta e não será, portanto, eleito. Mas a sua candidatura, livre e independente, mostrou o poder político dos cidadãos. Mostrou que a Democracia e a Esquerda não se esgotam nos partidos. Mostrou a urgência da reinvenção da Esquerda e da continuidade do combate por uma sociedade mais justa. Essa é a sua grande vitória.

Jerónimo de Sousa, Francisco Louçã e mesmo Garcia Pereira fizeram o que puderam — seguraram os seus eleitores — e foi muito, tantas foram as adversidades que, como Alegre, tiveram de enfrentar.



















Com a obstinada e previamente derrotada candidatura de Soares, que contribuiu para a abstenção nos eleitores socialistas e até para levar alguns a votar no candidato da Direita, foi José Sócrates que estendeu a passadeira presidencial a Cavaco! Ele sabe bem o que fez e por que o fez: quer "governar" com Cavaco Silva em Belém e livrar-se de vez de Soares e Alegre!

Como pode ser de Esquerda um dirigente e um directório partidários capazes de uma tal maquinação contra a Esquerda ???

Não, não temos de envergonhar-nos da Esquerda! Justamente porque se alguém é culpado da sua derrota é José Sócrates! E ele é tudo menos de Esquerda!

7 comentários:

  1. Claro que não, vergonha de quê ?
    - De não ter conseguido com 4 candidatos vencer o único candidato mais à direita?
    - De não ter conseguido convencer o eleitorado com as suas visões para o futuro.
    - De mostrar mais uma vez, que o discurso político que têm vindo a seguir precisa de renovação

    ResponderEliminar
  2. Passando por cima da ironia:
    1.º Não eram 4 candidatos mas sim 5, não deves ter contado bem. Em todo o caso, não se trata aqui de matemática mas de política e ter muitos candidatos pode não ser uma vantagem.
    2.º Não acho que a Esquerda concorrer "dividida" seja um mal em si mesmo. De resto , a Esquerda é plural (não há uma Esquerda mas várias e numa 2.ª volta os votos seriam a somar, apesar das diferenças — todos diferentes, todos de Esquerda).
    3.º Grave mesmo foi a candidatura Soares, atirada para a frente por Sócrates para, fomentando a abstenção e a desmobilização, derrotar a Esquerda. Mas essa era precisamente a estratégia do primeiro-ministro: ele quer governar com Cavaco.
    4.º Aliás, com a eleição de Cavaco e a governação de Direita do PS/Sócrates, o velho sonho de Sá Carneiro — um governo, uma maioria, um presidente — por incrível que pareça, está realizado. Pelo partido do… Bloco Central!
    5.º Quanto à Esquerda, e em particular ao Movimento de cidadãos da Candidatura de MA, apesar da traição do Sócrates e da entronização antecipada de Cavaco levada a cabo pelas empresas de comunicação social e algumas empresas de sondagens, só por escassos 0,6% dos votos expressos não conseguiu forçar a 2.ª volta. Se acrescentarmos o facto do povo português ser um dos que regista maior nível de iliteracia e lê menos, e é mais facilmente atraído por campanhas folclóricas, ruidosas e sem discurso, como a de Cavaco, até nem foi um mau resultado…
    6.º E quanto à necessidade de renovação do discurso da(s) Esquerda(s), admito que sim, que alguns tenham de de ser repensados. Em todo o caso, sempre te digo que o discurso da Direita, por mais cosmética que lhe façam, de novo também não tem nada, a não ser a semântica, já que a substância é a mesma dos finais do séc.XIX/ princípios do séc XX.
    7.º Disse.

    ResponderEliminar
  3. pois foi pena,,,
    se o Alegre tivesse passado à 2ª volta, não sei, não!!
    Quanto ao 1º Ministro, não é ele quem quer "governar com Cavaco" - quem quer que eles governem é o Grupo Bilderberg e a Opus Dei.
    E, não sei se a maioria das pessoas repararam, mas da maneira como tudo foi construido o pobre eleitor meio-iliterato não tinha salvação. Repare-se como as sondagens exaustivamente fizeram passar a mensagem de que já estava tudo resolvido por forma a fomentar a abstenção.
    A abstenção que se verificou foi de gente que vota normalmente à esquerda.

    ResponderEliminar
  4. Mas a luta continua! Só faltavam mais uns dias de campanha. E BEJA É VERMELHA! VIVA O ALTENTEJO!

    Ainda não compreendo a eleição... mas foi o que os portugueses decidiram.

    Saudações da Ibéria oriental.

    ResponderEliminar
  5. Votei Alegre mas felicito o "Presidente da República" de Beja, Jerónimo de Sousa!

    Sobre a eleição, que dizer? Com "amigos" como Sócrates e a Direcção do PS, não precisamos da Direita. Eles encarregam-se de apunhalar a Esquerda pelas costas!!!

    Obrigado ao Alentejo!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  6. É verdade. Se todos fossem fixes como foi o Alentejo, teria havido 2.ª volta e , tenho para mim que Alegre seria eleito. Assim , com o Sócrates, nada feito. Ele quer é o Cavaco na presidência, para fazer o que quer. Embora alguns comentadores da Direita digam que a esquerda na segunda volta seria esmagada por Cavaco , aí por uns 70% contra 30%, eu não acredito nisso. Tirando o voto de Sócrates (que iria para o Cavaco) acho que o resto da Esquerda votaria Alegre.

    ResponderEliminar
  7. That's a great story. Waiting for more. film editing schools

    ResponderEliminar