quarta-feira, maio 02, 2012

Terra da impunidade


Tenham ou não sido negligentes, o certo é que nenhum dos responsáveis pela supervisão do BPN foi punido e alguns foram até "promovidos". 


Vítor Constâncio, o governador do BP em todo o período em que foram cometidas irregularidades naquela associação criminosa, foi até escolhido para número dois do BCE.
Na terra da impunidade, como se vê, a negligência compensa!!!

Sem comentários:

Publicar um comentário