domingo, maio 13, 2012

Piegas e cobarde

Depois de, por diversas vezes e em vários pontos do país, ter sido acusado de roubar os funcionários públicos, os reformados, os contribuintes, e ter até sido politicamente responsabilizado pelo aumento da mortalidade das pessoas idosas em virtude dos cortes verificados nos cuidados de saúde, o Primeiro-ministro foi hoje uma vez mais acusado, desta vez, durante a sua visita à Feira do Livro de Lisboa.


Porém, as acusações foram agora mais simpáticas! Para os manifestantes, Piegas Cobarde… perdão! Passos Coelho não passa afinal de um vulgar piegas (como qualquer um de nós, como ele diz) e um cobarde (o que, neste caso, faz todo o sentido, dada a forma como sempre se tem posto a jeito das exigências da senhora Merkel).

Sem comentários:

Publicar um comentário