quarta-feira, maio 04, 2011

Dizem que é uma espécie de bom acordo!

De PEC em PEC, com mais e mais austeridade sobre as vítimas do costume, Sócrates conduziu-nos à beira do precipício. Sempre com o aval do PSD.
Quando percebeu que não tinha saída, avançou com o PEC IV, sabendo antecipadamente que ele seria chumbado. Foi o pretexto de que necessitava para se demitir e alegar que o FMI, com quem afinal já governava, iria cá entrar por causa dos outros.
Mas hoje, já todos sabemos que o FMI cá está porque o PS e a Direita, de uma forma ou de outra, assim o quiseram. E ontem demonstraram-no, uma vez mais, na televisão, numa despudorada manobra de pura campanha eleitoral e de criminosa ocultação da dura realidade a que nos querem sujeitar nos próximos anos — Sócrates afirmou sem pestanejar que conseguiu um bom acordo; Catroga respondeu, sem hesitar, que o PSD foi crucial para o resultado alcançado. Uma vez mais, estão de acordo, no essencial!
Num país decente, políticos deste jaez, que põem a luta pelo poder e os interesses partidários, acima dos interesses colectivos, "mereciam era cadeia, porque são eles os responsáveis pela bancarrota!", como dizia um cidadão anónimo. Infelizmente, vamos ter de ser nós a fazer alguma coisa pela limpeza da política e da governação, no dia 5 de Junho. Espero que o façamos!

Sem comentários:

Publicar um comentário