domingo, fevereiro 24, 2008

E no entanto, os cidadãos manifestam-se…

Sempre que uma manifestação não lhe agrada, José Sócrates apressa-se logo a rotulá-la como um acto lamentável de militantes dos partidos da oposição, sugerindo que a população está contente com a sua governação e não se mete nessas coisas.


No entanto, contrariando a "teoria" do primeiro-ministro, ontem, mais de dois mil professores concentraram-se no Porto, Leiria e Caldas da Rainha, em protestos convocados espontâneamente por sms, correio electrónico e blogues, numa iniciativa à margem das estruturas sindicais, contestando a actual política educativa e a exigindo a demissão da ministra da Educação.
Desta vez, Sócrates até pode continuar a afirmar que se tratou de mais um acto lamentável. O que, de todo, já não poderá dizer é que a manifestação foi obra de militantes partidários, de sindicalistas ou mesmo de comunistas.
A propaganda tem limites…

Sem comentários:

Publicar um comentário