sexta-feira, março 23, 2012

Suspensão da democracia

Há muito que José Saramago nos avisara que "a democracia em que vivemos é uma democracia sequestrada, condicionada, amputada", uma democracia refém do capital e dos mercados, na qual "a liberdade de eleição nos permite apenas escolher o molho com o qual seremos devorados", como nos diz Eduardo Galeano.


A bem dizer, trata-se de um neo-fascismo mascarado de democracia que procura controlar a opinião pública através do domínio dos meios de comunicação, mas não hesita em reprimir a indignação e a contestação social de forma selvática e brutal, como ainda ontem ficou bem demonstrado nas cargas policiais do Corpo de Intervenção, a fazer lembrar a Polícia de Choque de triste memória.
Os métodos pidescos, repressivos, fascistas, parecem estar de regresso. E com eles, a suspensão da democracia. Não duvidem que é isso que acontecerá se não nos insurgirmos.

Sem comentários:

Publicar um comentário