sexta-feira, março 30, 2012

O problema é o Governo

Continuação da recessão, agravamento do desemprego, quebra dos salários, abrandamento acentuado das exportações, mais austeridade, são as últimas previsões do Banco de Portugal, ontem publicadas. Ao fim e ao cabo, nada que não fosse já esperado por todos os que têm denunciado e enfrentado as políticas de destruição económica e de agressão social que têm sido levadas a cabo. Porém, a situação é de tal forma desastrosa e preocupante que até o patronato vem agora defender que é preciso parar com a austeridade e promover o crescimento.


Não há dúvida, estamos, portanto, num caminho errado que pode conduzir-nos a uma queda de consequências irreparáveis no abismo, todos o reconhecem. Todos menos o Governo, que se recusa a ver a dramática realidade em que nos encontramos, o Governo, que nunca teve uma solução para a crise porque faz parte do problema.

Sem comentários:

Publicar um comentário