sexta-feira, março 12, 2010

PEC — Plano de Estagnação e Carestia

O PEC, eufemisticamente designado Plano de Estabilidade e Crescimento, não passa de um desgraçado Plano de Estagnação e Carestia. Estagnação da economia que, até 2013, registará o pior crescimento da União Europeia, traduzindo-se num aumento do emprego tão insignificante que não chegará à imensa maioria dos cerca de 700 mil desempregados. Carestia de vida dos trabalhadores e dos reformados que verão os seus rendimentos reais congelados, ou mesmo diminuídos perante o previsível aumento das taxas de juro dos empréstimos à habitação, do preço dos combustíveis e de muitos outros bens e serviços de primeira necessidade e, deste modo, as suas condições de vida brutalmente agravadas.
Tudo isto, sem falar da venda do que resta da "carne" do "sector público", ficando apenas os "ossos" para nós, contribuintes, suportarmos.
Mas há alguma alternativa ao PEC do Governo e da Direita? Sem dúvida. Esta, por exemplo. O problema é que, à força de tanta propaganda e chantagem, a maioria dos eleitores continua convencida que não e a confiar nos seus inimigos de há 35 anos.
Por este caminho Portugal e os portugueses não têm futuro. E o que é dramático é que a maioria continue a não perceber isso.

Sem comentários:

Publicar um comentário