segunda-feira, outubro 15, 2012

A arte de furtar

OE2013: menos 2,7 mil ME na despesa, mais 4 mil ME na receita: Maioria da consolidação é conseguida do lado da receita, ao contrário do que a troika queria.


Sentimos demais na pele, na carne, e até na alma, os efeitos da maldita e inútil austeridade. O caminho não pode ser este!
Mas não deixa de ser "curioso" que a troika defenda que a "consolidação" orçamental se faça sobretudo pelo redução da despesa pública, em particular as gorduras e mama do Estado, e os "salteadores", pelo contrário, prefiram ir sempre e mais à carteira do povo.
O Orçamento é uma obra de arte: a arte de furtar!…

Sem comentários:

Publicar um comentário