quinta-feira, janeiro 13, 2011

Rumos

Em cinco anos de mandato, o actual Presidente da República promulgou todos os decretos e orçamentos da governação Sócrates e manteve o mais completo silêncio sobre todos os assuntos e questões com os quais foi confrontado. Por esse facto, por mais que tente sacudir a água do capote, é co-responsável pela situação difícil a que fomos conduzidos.


Agora, em campanha eleitoral, o candidato Cavaco Silva promete o que não fez e diz que, se for eleito, vai utilizar os poderes que a lei lhe confere "para Portugal encontrar o rumo certo".
Só espero que, no dia 23, os portugueses não se deixem levar no embuste e ajudem Cavaco a rumar para casa. Esse, sim, seria o primeiro passo de um rumo verdadeiramente certo para o nosso país!

Sem comentários:

Publicar um comentário