quinta-feira, junho 24, 2010

Cada vez mais longe do país cor-de-rosa

Portugal vai estar mergulhado na recessão até 2012. Menos procura interna, menos investimento, mais desemprego (que no próximo ano subirá para 11,7%), é o cenário que vamos ter de enfrentar durante os próximos anos, consequência de uma governação que exauriu as finanças públicas com o esbanjamento de biliões de euros para garantir os lucros da banca, mas é absolutamente incapaz de apoiar as famílias, as pequenas e médias empresas e o crescimento da economia.
Cenário negro que, infelizmente, pode vir a revelar-se trágico se o país entrar em bancarrota, uma hipótese cada vez menos descartável em virtude da total inoperância da União Europeia no controlo da voracidade de banqueiros e especuladores financeiros (não é por acaso que, de acordo com o relatório mundial de riqueza, elaborado pelo Merrill Lynch e pela Capgemini, não só passou a haver mais ricos no mundo, como as fortunas dos mais ricos dispararam em plena crise!).
Enfim, estamos cada vez mais longe do país cor-de-rosa que o senhor Sócrates tanto apregoou e prometeu!

Sem comentários:

Publicar um comentário