quinta-feira, maio 27, 2010

E por que nao acabar com o Parlamento?

Uma petição pública que recolheu cerca de 40 mil assinaturas defende a redução do número de deputados à Assembleia da República de 230 para 180 com o argumento da contribuição para a redução das despesas públicas.
Esta gentinha que, provavelmente, nunca terá votado outra coisa que não seja PS ou PSD — os grandes responsáveis pelo caos em que hoje tentamos desesperadamente sobreviver — podia exigir a redução das despesas de funcionamento da Assembleia, do financiamento dos partidos, dos grupos parlamentares e das campanhas eleitorais, dos subsídios e reformas dos deputados, mas não. Em vez disso, defende a proposta fácil e demagógica que, inevitavelmente, levaria à quase extinção dos partidos mais pequenos, ao fim e ao cabo, os que mais têm lutado contra a política de desastre nacional do centrão (PS-PSD/ CDS) que nos tem arruinado. Por este andar, num país propenso ao sebastianismo e ao saudosismo e onde já suportámos uma ditadura de 48 anos, não me admiraria que um dia destes ainda surgisse uma petição a pedir a extinção do Parlamento!…

Sem comentários:

Publicar um comentário