segunda-feira, outubro 11, 2010

Por este país

Sou republicano, de esquerda e, sobretudo, socialista. Mas também sou, cada vez mais, um cidadão livre e independente. Mais do que saber se Fernando Nobre é republicano ou monárquico, de esquerda ou de direita, interessa-me sobretudo conhecer as ideias que defende para Portugal. Aqui estão algumas com as quais não posso deixar de estar mais de acordo.

O nosso país tem de ter um outro rumo. Ou mudamos ou afundamo-nos. O nosso país está a afundar-se mercê de políticas erradas das últimas décadas. É o momento de invertermos a marcha decadente.

Se acabarmos com os subsídios do Estado providência, isso quer dizer que rapidamente teremos 40% de pobres, e esse não é o futuro.

O actual Presidente da República deixou esgotar esse passo fatídico dos seis meses. Até aí ele tinha armas de pressão sobre os partidos para os fazer entender que era necessário um bom orçamento para o país.

Se o Presidente da República exercer efectivamente todos os poderes que lhe estão reservados na Constituição, ele tem uma palavra decisiva a dizer no sentido da mobilização geral do povo.

Isto não significa que já tenha decidido votar Fernando Nobre para a Presidência da República. Mas é uma hipótese que, cada vez mais, não descarto. Por este país, interessam-me mais as ideias do que os rótulos.

Sem comentários:

Publicar um comentário