segunda-feira, outubro 11, 2010

Caminhamos? Para onde?

O Fundo Monetário Internacional divulgou um relatório onde prevê a estagnação da economia nacional, no próximo ano. Porém, tendo em conta o novo pacote de austeridade anunciado pelo Governo na semana passada, o cenário é ainda pior, prevendo-se uma contracção de 1,4 por cento do crescimento económico e uma subida de 10,9 por cento do desemprego.

Tem razão Jerónimo de Sousa quando afirma que o FMI descobriu a pólvora. Com efeito, há muito sabemos que a receita que Sócrates se prepara para aplicar (e que o FMI aplaude) não só não reduzirá o défice orçamental (já que, com a recessão, não haverá aumento de receitas das famílas, nem das empresas, nem do Estado), como empobrecerá ainda mais o país e agravará as condições de vida da maioria da população.

E lá fora as coisas não estão melhor, como se verifica com a maior economia do mundo.

Não há dúvida que, com uma economia de casino que privilegia a especulação financeira e o lucro fácil, se não forem tomas medidas sérias e urgentes e se continuarmos de braços caídos, mais tarde ou mais cedo, o capitalismo levar-nos-á à desgraça.

Sem comentários:

Publicar um comentário