segunda-feira, fevereiro 20, 2012

A carta

Não me espanta que Merkel e Sarkozy não assinem esta carta, que pede à União Europeia que promova o crescimento e o emprego. O que acho inacreditável é que o Chefe do Governo de um país com cerca de 1 200 000 desempregados e uma queda do crescimento económico de 1,5 por cento não o faça. A menos que Passos Coelho não passe de um mero representante de negócios da Troika e Portugal outra coisa não seja já senão um protectorado da Alemanha?!…


Sem comentários:

Publicar um comentário