sábado, novembro 05, 2011

A crise da democracia

Merkel diz que vão ser precisos 10 anos para superar a crise. E acreditem que a dona da "União" Europeia não está a ser pessimista. Neste capitalismo de casino, de resgate em resgate e austeridade em cima de austeridade, quando lá chegarmos, estaremos é mais pobres e endividados.
Mas há quem ainda alimente ilusões. Ou a isso se veja obrigado. Quando, afinal, nesta "democracia  sequestrada, condicionada, amputada," em que vivemos, "a liberdade de eleição permite-nos apenas escolher o molho com que seremos devorados".

Sem comentários:

Publicar um comentário