terça-feira, junho 07, 2011

Temos a "democracia" que merecemos!

"A democracia em que vivemos é uma democracia sequestrada, condicionada, amputada, porque o poder do cidadão […] limita-se a tirar um governo de que não gosta e a pôr outro de que talvez venha a gostar. Nada mais! Mas as grandes decisões são tomadas numa outra esfera: as grandes organizações financeiras internacionais […]." Isto disse José Saramago há alguns anos. E foi precisamente o que aconteceu no passado domingo.
A esmagadora maioria dos portugueses, votando ou abstendo-se, limitou-se a correr com o governo do P"S", de que não gostava (mais até José Sócrates, que já não podia ver), e a escolher um governo da Direita, de que imagina vir a gostar.
Claro que só pode ser imaginação doentia já que o programa com que nos querem arrancar a pele continua a ser o que era — foi imposto pelas "organizações financeiras internacionais", lembram-se? — e, aliás, Passos Coelho já fez questão de afirmar que o "novo" Governo pode surpreender e ir além das metas da 'troika'!…
Para ser franco, depois do que aconteceu no passado dia 5, já nada me surpreenderá! Temos a "democracia" que merecemos!…
Só lamento que, tal como a minoria que não teve quaisquer responsabilidades nesta desastrosa escolha eleitoral, também tenha de sofrer as suas consequências!…

Sem comentários:

Publicar um comentário