quinta-feira, janeiro 21, 2010

Os números e a realidade

Sócrates adora números, estatísticas, sucesso encenado. E o FMI — aquela simpática organização que nos esmifra quando temos o azar de ter de lhe bater à porta a pedir dinheiro quando estamos tesos — também. Não admira que ambos tenham ficado embevecidos com os supostos resultados do Simplex: no âmbito dos três programas concluídos (2006, 2007 e 2008), foram implementadas 630 medidas, 46 por cento das quais com impactos na redução de encargos para as empresas. O que admira é que tanta simplificação de processos e redução de encargos não tenha evitado a falências de tantas empresas, com as consequências económicas e sociais que todos conhecemos.

O Charlatão, Os Sobreviventes, Sérgio Godinho

Sem comentários:

Publicar um comentário