segunda-feira, abril 18, 2011

Falta de comparência

À semelhança do que aconteceu com Sócrates, quando propôs a todos os partidos um suposto acordo governamental que ele sabia perfeitamente que nunca iria acontecer, o convite da troika FMI-BCE-UE ao BE e ao PCP, para participarem nas negociações da ajuda, não passou, é certo, de uma hipócrita formalidade. No entanto, apesar disso, BE e PCP não deveriam ter-se recusado a comparecer, ainda que fosse apenas para, frente a frente, reafirmarem que não aceitam uma receita que agrave a miséria em que o país já está atolado, e que a Esquerda tem uma política alternativa para enfrentar a crise.
Podemos perder o jogo, mas que não seja por falta de comparência, caramba!

Sem comentários:

Publicar um comentário